Dia da independência do Brasil - Veja como comemorar com seus alunos esse dia!!!

(Clique nas imagens para melhor visualização)

Para comemorar o 7 de setembro, trabalhe com os alunos atividades que envolvam os símbolos nacionais, como a bandeira e o mapa, e desperte, desde cedo, o interesse pela história do nosso País.

Eixos temáticos: Natureza e Sociedade e Linguagem Oral e Escrita.

Responsáveis: Izildinha Houch Micheski, pedagoga e jornalista.

Objetivos: Proporcionar o conhecimento da história nacional e desenvolver o sentimento de amor à Pátria.

Idade: a partir de 5 anos.

Número de participantes: Todos os alunos.

Tempo de preparação: 1 hora.

Tempo de execução: 1 Semana

Conheça também: o livro 7 de setembro de 1822: a Independência do Brasil (Cecília H. de S. Oliveira, Ed. Nacional).

HISTÓRIA DA INDEPENDÊNCIA:

Era uma vez um País chamado Brasil, que foi descoberto, segundo conta a história, por Pedro Álvares Cabral, que veio de Portugal. Porém há quem acredite que a história não seja bem essa.
Alguns acham que foram os índios que o descobriram, isso porque eles já viviam aqui com suas famílias e muitos animais, os mais lindos que se podia imaginar. Mas foi chegando mais gente e, a cada dia, mais e mais...
O Brasil, então, ficou sendo de Portugal, um País bem distante, onde moravam o Rei, a Rainha e toda a família Real. Eles vieram ao Brasil.
O filho do Rei, o Príncipe Dom Pedro, gostava muito daqui. Passado algum tempo, o Rei e a Rainha tiveram que voltar para Portugal e o Príncipe ficou governando nosso País. Ele ainda era criança. Os Brasileiros gostavam muito do Príncipe. Até que um dia ele cresceu e o seu pai lhe mandou uma carta, ordenando que retornasse à Portugal. Dom Pedro ficou muito bravo, não queria ir embora e, às margens do Rio Ipiranga, no dia 7 de Setembro de 1822, levantou sua espada e gritou: "INDEPENDÊNCIA OU MORTE" e, a partir desse dia, pela coragem do Príncipe, o Brasil ficou livre do domínio do Rei de Portugal, D. João VI. E todos sonharam em viver felizes para sempre.
BANDEIRA DO BRASIL

Materiais: Canetinhas coloridas; cartolina verde; cola branca; folhas de sulfite tamanho A4; fita crepe; giz de cera triangular com 12 unidades, da Acrilex; ilustrações das formas geométricas referentes à bandeira do Brasil (estão prontas na folha de moldes); palitos de churrasco sem ponta; régua; régua de letras vazadas; tesoura com ponta arredondada.

1- Recorte as figuras geométricas referentes à bandeira do Brasil da folha de moldes. Em seguida, recorte um retângulo de 32x50 cm de cartolina e trabalhe com ele na vertical. Com a ajuda da régua, divida esta folha em três partes iguais, com 16,5 cm de algura cada. Em cada uma dessas porções, cole, próximo à margem esquerda, uma das figuras correspondentes à bandeira, seguindo a ordem: retângulo, losango e círculo.

2- Ao lado de cada figura, escreva a cor correspondente a ela em português e, embaixo desta palavra, em inglês. Ou seja, próximo ao losango, "amarelo" e yellow"e, ao lado círculo, "azul" e "blue".

COLOCANDO EM PRÁTICA



1- Depois de confeccionar o cartaz segundo o passo-a-passo descrito acima e fixá-lo na parede da sala de aula, converse com os alunos sobre as diferentes formas geométricas e a maneira que se escreve cada uma das cores. Então, estimule-os a fazerem sua própria bandeira. Para isso, entregue para cada criança uma folha de sulfite e um kite de giz de cera. Em seguida, diga para começarem a desenhar e a pintar a bandeira, com base na referência das cores e formas presentes no cartaz. Depois da ilustração pronta, peça que os alunos recortem-na.

2- Solicite que as crianças colem um palito de churrasco sem ponta no verso da lateral esquerda da bandeira, formando o mastro.

QUEBRA-CABEÇA

MATERIAIS: Molde do quebra-cabeça (está pronto na folha de moldes); papel adesivo transparente; tesoura com ponta arredondada.

COLOCANDO EM PRÁTICA

Oriente os alunos a pesquisar com suas famílias e em materiais bibliográficos os símbolos na cionais, como a bandeira e quem a idealizou, o brasão, a moeda da época da independência e a de hoje, o primeiro selo, o Hino da Independência e seu autor. Trabalhe os significados da frase "Ordem e Progresso" e da letra do Hino Nacional. Em seguida, comente sobre a constelação, dizendo que, por exemplo, as estrelas são designadas por letras do alfabeto grego (alfa, beta, gama, delta etc.), de acordo com o brilho que elas têm. Por fim, proponho a montagem do quebra-cabeça da bandeira do Brasil. Para isso, tire cópias do modelo presente na folha de moldes e recorte-as, de forma a entregar um exemplar para cada criança. Solicite que elas montem o quebra-cabeça, seguindo o desenho da bandeira do Brasil.


JOGO DAS ESTRELINHAS COLORIDAS

Materiais: Cola branca, desenhos do mapa, das estrelas e molde do dado (estão prontos na folha de moldes); folhas de papel sulfite A4; papel adesivo transparente; tesoura com ponta arredondada.



PASSO-A-PASSO FEITO PELO EDUCADOR
Recorte o mapa, as estrelas e o dado da folha de moldes. Encape o mapa com o papel adesivo transparente e cole-o em uma folha de sulfite. Depois, monte o dado, unindo suas abas com cola.
COLOCANDO EM PRÁTICA
Divida os alunos em grupos com 4 participantes. Tire cópias das ilustrações presentes na folha de moldes, de forma que cada "time" receba 27 estrelas, um mapa do Brasil e um dado. Decidido quem inicia o jogo, o primeiro aluno joga o dado e coloca, conforme o número que "cair", uma ou duas estrelinhas sobre os estados (no caso de tirar "2" no dado, põe uma estrelinha em cada local que escolher). Em seguida, a criança, com a ajuda dos amigos, tenta descobrir o nome do lugar selecionado. Se ninguém souber, você deve intervir. O jogo termina quando todas as estrelinhas forem colocadas no mapa. Se grupo possuir apenas 1 estrelinha e a criança tirar "2" no dado, passa para o próximo jogador, até que se atinja o número 1. Como este é um jogo cooperativo, o objetivo não é fazer com que as crianças ou grupos compitam entre sim, mas, sim, que se ajudem. No fim da atividade, monte um cartaz com a lista dos nomes dos Estados, através de uma construção coletiva.



MEU ESTADO

TEATRINHO

Materiais: big giz cera triangular, com 12 unidades, da acrilex, caixa de papelão; cola branca; fita adesiva transparente; 4 folhas de papel kraft; papel celofane azul; papel crepom nas cores verde e marrom; papel espelho; roupas usadas.

COLOCANDO EM PRÁTICA

1- Alguns dias antes de iniciar a atividade, peça aos pais das crianças que mandem roupas de adultos usadas e acessórios como chapéus, cintos, bolsas, brincos, colares, sapatos, sombrinhas, fitas e luvas para a realização de uma peça de teatro. Então, no dia marcado, conte novamente a "HISTÓRIA DA INDEPENDÊNCIA" e "provoque" as crianças para elas se colocarem como os personagens do conto e expressarem o que fariam em diferentes situações. Convide-as, então, para realizar uma oficina de teatro. Ensaie com os alunos que querem participar da peça e, aos mais tímidos, dê tarefas como montar o cenário, auxiliar nas vestimentas etc. Não deixe ninguém de fora. Una, pelas laterais, as 4 folhas de papel kraft com fita adesiva transparente e entregue-as, com o restante do material, para as crianças desenharem e "decorarem" o cenário da Independência.

2- Fixe o cenário pronto na parede da sala de aula. Em seguida, encape uma caixa de papelão com o papel espelho e diga que ela será o guarda-roupa dos personagens. Coloque as roupas trazidas de casa dentro dela e peça para as crianças se "fantasiarem" de acordo com o papel que têm na história. Promova a apresentação da peça. Isso beneficiará o precesso de aquisição da autoconfiança e da desinibição.

Fonte: Projetos escolares ed. infantil. nº 5.

JOGO DAS ESTRELINHAS COLORIDAS, TEATRINHO DA INDEPENDÊNCIA, QUEBRA-CABEÇA DA BANDEIRA, BANDEIRA DO BRASIL, HISTÓRIA DA INDEPENDÊNCIA, ATIVIDADES DA INDEPENDÊNCIA, ATIVIDADES DE 7 DE SETEMBRO.

MOLDES DA BANDEIRA:






MOLDES DO JOGO DAS ESTRELINHAS COLORIDAS






MOLDES DO QUEBRA-CABEÇA



MOLDES DO MEU ESTADO


(CLIQUE NAS IMAGENS PARA MELHOR VISUALIZAR)

0 comentários:

Postar um comentário