Porque, como imagina em sua alma, assim ele é. Provérbios 23:7
Certa vez, um tripulante de um trem ficou acidentalmente trancado no carro-frigorífico. Os demais tripulantes não notaram sua falta e foram para casa, à noite. Quando o homem percebeu que estava trancado no vagão, começou a bater na porta até os seus pulsos sangrarem. Gritou por socorro até ficar rouco e quase sem voz. “Vou morrer congelado antes de alguém me encontrar”, pensou ele.


O pânico tomou conta dele. No frigorífico ele encontrou uma faca e penosamente começou a entalhar uma mensagem no piso de madeira: “Está muito frio, e meu corpo está ficando dormente... Se eu tão-somente pudesse dormir... talvez estas sejam minhas últimas palavras.”


Na manhã seguinte o corpo do homem foi encontrado dentro do frigorífico. Todos os sinais físicos indicavam que ele morrera congelado.

Uma coisa apenas deixou os investigadores intrigados. O frigorífico não estava ligado. A temperatura dentro dele não caíra abaixo de 15º C. Não fora o frio, e sim a convicção do pobre homem que o matou.


Tal é o poder do pensamento, que pode causar inúmeras doenças psicossomáticas e até mesmo a morte. Uma das doenças mais perturbadoras de nosso tempo é a anorexia nervosa (falta de apetite), que afeta principalmente moças entre os 15 e os 25 anos de idade, e já levou várias delas à morte.


Uma jovem com anorexia simplesmente acredita que é gorda demais, não importa seu peso. Você pode lhe mostrar uma foto dela em pele e ossos, parecendo uma vítima de inanição, e ainda assim ela se recusará a comer, alegando que está muito gorda. Imaginem a angústia dos familiares e amigos ao tentarem fazê-la mudar de ideia. Para o anoréxico a realidade não é tão importante como o que ele imagina ser a sua situação. O que você pensa a seu respeito determinará seu futuro.


Um exemplo bíblico do poder da convicção pessoal está na experiência dos doze espias. Ao voltarem de Canaã, eles apresentaram seu relatório, dizendo que o povo “é poderoso, e as cidades, mui grandes e fortificadas” (Nm 13:28). E quando Calebe conclamou o povo a subir e possuir a terra, “os homens que com ele tinham subido disseram: Não poderemos subir contra aquele povo, porque é mais forte do que nós” (v. 31).


Havia gigantes, cidades muradas, carros de ferro. Mas Josué e Calebe, que acreditavam que Deus é superior a tudo isso, possuíram a terra. Os outros morreram no deserto. Entendeu?


Se você não acreditar, nada vai acontecer.

0 comentários:

Postar um comentário